sexta-feira, 4 de novembro de 2016

ARISSUN, OU O RITUAL DA MORTE.

                             Ritual de Herú e sua importância!




Nos dias de hoje está complicado fazer este ritual, pois como muitos praticam três religiões completamente distintas uma das outras (Umbanda, Quimbanda e Nação) estão fazendo a maior bagunça.
Bom se a pessoa pratica as três coisas, em cada uma deverá realizar seus devidos ritos, porém ARISÚN OU HERÚ, só pertence a NAÇÃO!
E não podemos de maneira nenhuma misturar esses ritos!
O Arisún é uma obrigação milenar direcionada especificamente para os praticantes das religiões negras de matriz africana.
O mesmo começa no exato momento em que é comunicada a morte do Baba ou Iya, pois neste instante deverá ser realizado o rito de despachar o Bará, e arriar todas as suas quartinhas e obrigações.
O Finado(a) deverá ser vestido com achó e o caixão devidamente preparado para poder ir para capela.
Na capela deverá ser feito o ritual do Bori e guias, e serem depositados todos os Ecós necessários.
Algumas Bacias usam um Ateté especifico para fechar o caixão.
Somente prontos poderão participar do transporte, isso porque neste momento também será realizado um rito específico onde o caixão será embalado em um ateté próprio, este eu irei escrever a pedidos. (T: O Ateté Colaô R: Fara fori balé e o ateté colaô fara fori balé...) existem algumas variações, mas de uma forma ou outra não variam muito um do outro.
Todos os prontos que forem transportar o caixão deverão estar neste momento fazendo o rito dos lenços brancos.
Na hora de se enterrar o caixão, deverá ser tirado de acordo com algumas nações o ateté do Orixá da pessoa e um Ateté especifico que deverá ser tirado enquanto punhados de terra são jogados no caixão.
Após o enterro todos deverão realizar o rito dos palitos.
Na madrugada do sexto dia deverão ser iniciados os ritos necessários para o Inicio do Arisún que deverá se encerrar após a missa de sétimo dia. (Ebó dos Eguns, Abertura do Balé, almoço, ritual do café e janta, roda para dos Eguns, rito do saco.... limpeza e finalização com despacho)
Não especifiquei os ritos, somente os listeis, pois são segredos de nossa religião, e para cada nação existe uma variação!
Mas de uma forma geral tudo é muito parecido!
O mais importante de tudo é que existem regras e procedimentos que devem ser respeitados, não se pode misturar os ritos de Umbanda, Nação e Quimbanda, pois elas são RELIGIÕES COMPLETAMENTE INDEPENDENTES E DIFERENTES UMA DAS OUTRAS!
DEVEMOS RESPEITAR AS NOSSAS BACIAS E AQUILO QUE APRENDEMOS, O INÍCIO DA VIDA RELIGIOSA DE UM FILHO É SUPER IMPORTANTE, POIS DEFINIRÁ A VIDA DESDE RELIGIOSO, O FIM TAMBÉM, POIS IRÁ LIBERTAR ESTE FILHO PARA SUA NOVA VIDA ESPIRITUAL!
VAMOS RESPEITAR NOSSOS ANCESTRAIS E BACIAS! ADUPÉ!
PAI ANDRÉ DE OGUM

2 comentários:

  1. Em que casos mesmo que é feito este ritual?por favor me esclarece este ritual

    ResponderExcluir